Dilma se irritou com instituição

As relações entre o governo Dilma Rousseff e a Organização dos Estados Americanos (OEA) são tensas desde que a instituição hemisférica solicitou, em abril de 2011, a "imediata suspensão" da construção da Usina de Belo Monte. O pedido foi feito pela Comissão Interamericana de Direitos Humanos, órgão de defesa das liberdades civis e políticas no continente. À época, o Itamaraty disse ter ficado "perplexo" com a decisão. Desde então, o governo Dilma não tem embaixador na OEA.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.