Diminui apoio dos norte-americanos à guerra contra o Iraque

O apoio dos norte-americanos a uma eventual guerra contra o Iraque continua diminuindo, embora os resultados das últimas pesquisas e os índices de popularidade das personalidades do governo publicados pela revistas Time e Newsweek e pela rede CNN variem bastante. Para a Time, 51% dos norte-americanos são favoráveis ao envio de tropas ao Iraque para derrubar Saddam Hussein, contra 70% de apoio registrado em dezembro. A CNN afirmou que 62% da população dos EUA continuam favoráveis à ação militar contra o Iraque, embora opções como o envio de comandos das forças especiais (63%), o apoio à oposição interna iraquiana (70%) ou a criação de uma coalizão internacional (69%) sejam preferidas antes de uma ação maciça das forças armadas dos EUA - neste caso, com 49% a favor e 45% contra. Já o índice de popularidade do presidente George W. Bush permanece constante, ao redor de 65% para a Time e 61% para a Newsweek. No entanto, dentro do governo norte-americano, segundo a Time, o secretário de Estado, Collin Powell, é ainda mais popular que Bush, com 78% de imagem positiva, contra 51% do secretário de Defesa, Donald Rumsfeld, e 49% do vice-presidente, Dick Cheney. Os pesquisadores afirmam que uma das figuras políticas mais populares continua sendo o ex-prefeito de Nova York, Rudolph Giuliani, apoiado por 76% dos norte-americanos. Alguns analistas colocam o republicano Giuliani na corrida presidencial para 2008, onde talvez enfrente outra candidata de Nova York, Hillary Clinton, ex-primeira-dama e atual senadora democrata.

Agencia Estado,

30 Agosto 2002 | 20h36

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.