Diminui atividade do vulcão Mayon nas Filipinas

O vulcão Mayon registrou uma diminuição desua atividade durante as últimas 24 horas, mas o Instituto de Vulcanologia e Sismologia das Filipinas mantém o nível de alerta 4 de erupção, confirmaram fontes oficiais. O vulcanólogo Agnès Aguilar informou que a atividade sísmica e a emissão de gás do Mayon diminuíram de forma irregular. Os tremoressísmicos registrados nas últimas 24 horas diminuíram 81%. No mesmo período, o nível de dióxido de enxofre produzido desceu 39%. "Estas mudanças importantes na atividade indicam a variabilidade do movimento do magma no interior de Mayon, além de mostrar o atual comportamento do vulcão", explicou Aguilar. O porta-voz do Escritório Provincial de Coordenação de Catástrofes de Albay, Jukes Núñez, informou que 39.278 pessoas foram removidas para 18 centros de desabrigados montados em toda a província de Albay, 330 quilômetros a sudeste de Manila. Núñez acrescentou que foram retirados quase todos os residentes de bairros próximos ao vulcão em sete povoados (Tabaco, Malipot, Daraga, Camalig, Ligao, Guinubatan, Santo Domingo) e na cidade deLegazpi, a capital provincial. "As autoridades locais continuam as operações de evacuaçãoporque ainda há vários habitantes que se negam a abandonar suas casas", disse o funcionário. Segundo a Phivolcs, o alerta 4, um grau abaixo do máximo, indica uma iminente erupção do vulcão Mayon, estendendo para oito quilômetros a zona de perigo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.