Dinamarca prende quatro suspeitos de planejar atentado contra jornal

De acordo com serviço de inteligência, militantes queriam atacar diário por charges de Maomé

AP,

29 de dezembro de 2010 | 11h41

Quatro pessoas foram presas na Dinamarca nesta quarta-feira, 29, suspeitas de planejarem um atentado contra o jornal que publicou charges sobre o profeta Maomé.

De acordo com o Serviço de Segurança e Inteligência, três dos suspeitos moram na Suécia e chegaram na noite de terça-feira ao país.

"Um eminente ataque terrorista foi evitado", disse o diretor da agência, Jakob Scharf. As investigações indicam que os militantes islâmicos pretendiam invadir a sede do jornal Jyllands-Posten e 'matar o máximo de pessoas possível'.

Ainda de acordo com Scharf, a operação aconteceu em parceria com a polícia sueca. Os suspeitos foram identificados como um tunisiano de 44 anos, um libanês de 29, e um sueco de 30. Eles se encontrariam com um iraquiano de 26, que vive em Copenhague para executar o ataque.

Os quatro foram indiciados preliminarmente por tentativa de terrorismo e comparecerão a uma audiência amanhã.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.