Dinamarca vai libertar brasileiro que matou namorada

O Ministério da Justiça informou nesta quarta-feira à noite que a Justiça da Dinamarca determinou a libertação do brasileiro Marcelo Duarte Bauer, acusado de matar a namorada Thaís Muniz Mendonça, em julho de 1987.Bauer estava preso desde setembro do ano passado, aguardando decisão judicial sobre processo de extradição.Segundo o Ministério da Justiça, Bauer foi solto após decisão da Corte de Arhus, de segunda instância, já que o tribunal de primeira instância o havia condenado. Nesta quarta-feira, o ministro da Justiça, José Gregori, enviou carta à embaixadora da Dinamarca no Brasil, Anita Hugau, demonstrando sua "decepção" com a decisão da Justiça daquele país.Na carta, o ministro explicou que o pedido de extradição de Bauer foi feito com base em um crime "com requintes de crueldade".O ministro solicitou a "prestimosa colaboração e empenho" da embaixadora para verificar a possibilidade de a Justiça da Dinamarca recorrer à Suprema Corte, com o objetivo de reverter a decisão da Corte de Arhus.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.