Dinheiro norte-coreano será liberado em dias, diz Hill

O subsecretário de Estado americano Christopher Hill, chefe da delegação enviada por Washington a Pequim para tratar do programa nuclear bélico norte-coreano, afirmou nesta quinta-feira, 22, que os cerca de US$ 25 milhões pertencentes à Coréia do Norte que estavam congelados numa instituição financeira de Macau serão liberados dentro de alguns dias.Ao mesmo tempo, a China anunciou que haverá um recesso nas negociações multilaterais desta semana em Pequim. Entretanto, o governo chinês não divulgou quando os contatos serão retomados."Não estamos falando em semanas, mas em dias", disse Hill em conversa com jornalistas na capital chinesa nesta quinta-feira. Ele não entrou em detalhes.O descongelamento foi acertado no início da semana, mas a Coréia do Norte recusa-se a continuar as negociações enquanto o dinheiro não for liberado em suas contas.Representantes da China, das Coréias do Norte e do Sul, dos Estados Unidos, do Japão e da Rússia reuniram-se esta semana em Pequim para acompanhar os avanços do acordo fechado em 13 de fevereiro, por meio do qual o governo norte-coreano comprometeu-se a desligar seu principal reator nuclear em troca de ajuda energética fornecida pelos outros cinco participantes das negociações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.