Diplomacia não funcionará com Irã, diz ex-ministro

O ex-ministro das Relações Exteriores de Israel, Avigdor Lieberman, um forte parceiro do primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, disse que as sanções e negociações não impedirão que o Irã prossiga com seu polêmico programa nuclear.

AE, Agência Estado

13 de fevereiro de 2013 | 11h09

Lieberman afirmou que o teste nuclear da Coreia do Norte foi um "exemplo óbvio" do fracasso diplomático para coibir um programa nuclear. Ele disse em entrevista à rádio Army que "qualquer um que pensa que sanções, ou negociações, impedirão o Irã está errado".

O Irã, como a Coreia do Norte, está sob sanções rigorosas e negociações com o Ocidente sobre seu programa nuclear estão suspensas. Netanyahu ofereceu com frequência pistas sobre um possível ataque nas unidades nucleares do Irã.

Lieberman deixou o cargo há dois meses após ser acusado de quebra de confiança em um caso de fraude e lavagem de dinheiro. Mas ele continua a ser um poderoso legislador e o principal aliado político de Netanyahu. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
ISRAELIRÃNUCLEAR

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.