Diplomata americana escapa de atentado no Paquistão

Rebeldes abrem fogo contra veículo da cônsul dos Estados Unidos em Peshawar, onde viajavam mais 2 pessoas

Efe,

26 de agosto de 2008 | 04h25

A cônsul dos Estados Unidos em Peshawar, Lynne Tracy, saiu ilesa de um ataque contra o veículo no qual viajava nesta terça-feira, 26,, no norte do Paquistão. Além de Lynne, estavam no carro outros dois funcionários da representação diplomática.   "Houve um incidente de segurança contra um de nossos veículos no qual viajavam a cônsul (Lynne Tracy) e outros três empregados", disse o porta-voz da delegação diplomática americana, Lou Fintor. Fintor acrescentou que o ataque causou "danos mínimos" e nenhum dos quatro passageiros do automóvel ficou ferido.   O consulado americano em Peshawar, a capital da Província da Fronteira Noroeste, "está aberto" e "operando com normalidade", acrescentou o porta-voz.Segundo fontes policiais citadas pelas televisões paquistanesas, um grupo de insurgentes disparou contra o veículo blindado da diplomata.   O governo do Paquistão condenou o ataque e afirmou que foi aberta uma investigação para esclarecer as circunstâncias do ataque. "Foram dados passos para melhorar a segurança", afirmou o Ministério de Assuntos Exteriores paquistanês, em comunicado.   A Província da Fronteira Noroeste e seu adjacente cinturão tribal fronteiriço com o Afeganistão são cenário de constantes episódios de violência.   Matéria atualizada às 9h55.

Tudo o que sabemos sobre:
Paquistãoatentado

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.