Mike Segar/Reuters
Mike Segar/Reuters

Diplomata da Nicarágua é encontrado degolado em Nova York

Polícia suspeita que homem seguiria para Assembleia Geral da ONU

AE-AP, Agência Estado

23 de setembro de 2010 | 15h03

NOVA YORK - Um diplomata da Nicarágua foi encontrado degolado em seu apartamento em Nova York, informou nesta quinta-feira, 23, a polícia dos EUA. O homem, de 34 anos, foi encontrado por seu motorista, por volta das 10h15 (horário local). Não foi informado o nome do diplomata.

 

Cesar Mercado, de 34 anos, trabalhava em um prédio perto da sede da Organização das Nações Unidas (ONU) em Manhattan A suspeita é a de que ele seguiria para as Nações Unidas, para a inauguração da Assembleia Geral. O corpo estava em um bairro nova-iorquino do South Bronx, onde ele morava.

 

O porta-voz da polícia não deu mais detalhes sobre as investigações. O canal NY1, citando a polícia, afirmou que a faca usada para degolar o homem foi encontrada no local.

 

Danilo Rosalez Diaz, vice-representante da delegação da Nicarágua na ONU, identificou Mercado como a vítima. Ele disse não poder comentar o caso sobre o que poderia ter motivado a morte do colega.

Tudo o que sabemos sobre:
diplomataNicaráguaEUAmorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.