Diplomata dos EUA é assassinado na Jordânia

Um diplomata norte-americano foi assassinado esta manhã na frente de sua residência em Aman, capital da Jordânia. Lawrence Foley era funcionário do USAid, agência de desenvolvimento internacional, responsável por programas de ajuda estrangeira e humanitária. O ministro da Informação do país, Mohammed Affash Adwan, disse ser cedo para especular sobre eventual atentado terrorista e observou que o incidente pode tratar-se de um crime comum. Embora a Jordânia mantenha oficialmente relações com os EUA, um sentimento anti-americano tem crescido entre a população, que se opõe a eventual ataque dos EUA contra o Iraque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.