Diplomata é negociador experiente

Ex-embaixador em Israel durante o governo de Bill Clinton, Martin Indyk, de 62 anos, teve papel importante nas negociações de Camp David, em 2000, e participará das conversas iniciadas ontem. Indyk, que foi subsecretário de Estado para o Oriente Médio, nos anos 90, é analista do centro de estudos Brookings Institution e fundador do Washington Institute for Near East Policy. Ele substituirá David Hale, que ocupava interinamente a função desde a demissão do ex-senador George Mitchell, em 2011. Muitos israelenses não gostaram da escolha. Indyk também é diretor do New Israel Fund, que financia vários grupos de esquerda em Israel e teria contribuído com informações para o Relatório Goldstone, usado pela ONU para condenar as ações de Israel em Gaza, em 2009.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.