Diplomatas acusam governo ucraniano de subverter eleições

Em uma inusitada demonstração de independência, quatro diplomatas ucranianos acusaram, terça-feira, nos Estados Unidos, o governo de seu país de subverter a vontade popular ao favorecer o candidato apoiado por Moscou, o primeiro-ministro Víctor Yanukovich, nas eleições presidenciais de domingo.Na embaixada da Ucrânia em Washington, os diplomatas disseram que os eleitores foram submetidos a ameaças constantes, ao terror e fraudes, no processo eleitoral que resultou na vitória de Yanukovich de forma altamente suspeita.?Não ficaremos em silêncio enquanto o futuro da Ucrânia está sendo enterrado juntamente com o futuro dos nossos filhos?, declararam antes mesmo de o governo americano emitir um comunicado manifestando-se ?preocupado? e pedindo que a apuração seja investigada. Os Estados Unidos pediram ao governo ucraniano que não confirme a vitória de Yanukovich até que as suspeitas de fraude sejam esclarecidas. Resultados extra-oficiais dão uma estreita vantagem do primeiro-ministro sobre Víctor Yushchenko, de tendência pró-Washington.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.