Diplomatas árabes fazem ato de apoio aos palestinos

Diplomatas árabes e seus familiares realizaram hoje uma manifestação na embaixada palestina em Pequim para exigir que governantes estrangeiros pressionem Israel para que cesse seus ataques contra a Autoridade Palestina.Cerca de 75 pessoas compareceram à embaixada e gritaram frases de apoio aos 18 meses de intifada (revolta palestina). Crianças carregavam cartazes com figuras que igualavam a estrela de Davi (símbolo de Israel) com a suástica nazista."Conclamo a comunidade internacional a assumir suas responsabilidades e se mobilizar o mais rápido possível para resolver a situação e providenciar uma proteção internacional real a nosso povo", disse o embaixador palestino na China, Mustafá Saphariny.Os palestinos não pediram permissão à China - país onde a maioria dos protestos públicos é proibida - para realizar a manifestação em sua embaixada, informou o porta-voz da representação diplomática, Ezzat Shahrour. As embaixadas são consideradas territórios estrangeiros onde as autoridades chinesas não podem entrar sem permissão.Em um sinal do apoio da China ao evento, Shahrour disse que estavam presentes à manifestação representantes do Partido Comunista e de dois comitês do governo de Pequim.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.