Diplomatas detidos no Iraque serão soltos, diz chanceler

Um alto funcionário iraniano destacado em Bagdá afirmou neste domingo, 29, que os cinco diplomatas do Irã detidos por forças americanas no Iraque serão libertados nos próximos dias, disse a agência semi-oficial iraniana Mehr.A agência cita um funcionário da missão iraniana no Iraque, identificado como Sadati, o qual diz que o secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional do Irã, Ali Larijani, se reunirá neste domingo em Bagdá com as autoridades iraquianas para tratar deste tema.Sadati ressaltou que "tanto as autoridades iraquianas como as iranianas estão observando o caso dos diplomatas", e que as autoridades do Iraque prometeram libertá-los.A visita de Larijani ao Iraque coincide com o anúncio feito neste domingo pelo Irã, transmitido pelo primeiro-ministro iraquiano, Nouri al-Maliki, de que o país participará da cúpula de países vizinhos do Iraque prevista para os dias 3 e 4 de maio na cidade egípcia de Sharm el-Sheikh.O Irã manteve em suspenso até este domingo a decisão sobre sua participação na cúpula por causa de suas divergências quanto ao local em que a reunião será realizada e à agenda de temas a serem discutidos, disse o país várias vezes.Além disso, várias autoridades iranianas frisaram que a presença de Teerã em Sharm el-Sheikh não estava condicionada à libertação dos cinco membros da embaixada do Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.