Dirceu diz que governo brasileiro não teme retaliação dos EUA

O ministro da Casa Civil, José Dirceu, disse nesta quinta-feira que o governo brasileiro não teme ser retaliado pelo governo norte-americano por ter se posicionado contra a guerra entre os Estados Unidos e o Iraque.Dirceu fez questão de frisar que a posição do governo brasileiro reflete decisão do Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas, que vetou a invasão do Iraque pelos Estados Unidos."O Brasil não pode aceitar uma decisão unilateral", argumentou Dirceu, ao condenar aguerra. Ele observou que o governo brasileiro tem excelentes relações com o governo norte-americano, apesar de existirem contenciosos na área comercial."Nós não podemos, por razões comerciais ou por qualquer outra razão, pôr de lado aquilo que nósconsideramos que é de interesse da humanidade", disse o ministro. E fez questão de afirmar que a posição do Brasil contra a guerra é igual a da maioria dos países.Segundo José Dirceu, o governo brasileiro adotou todas as medidas necessárias para se proteger da guerra há mais de 45 dias. "Começamos a preparar todas as medidas no caso de uma guerra tanto nos aeroportos, nas fronteiras do país quanto na área de saúde", disse.E garantiu: "O País será protegido no caso do agravamento da guerra e não vacilará em adotar medidas para defender a economia nacional".Veja o especial :

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.