Diretor americano Oliver Stone quer fazer documentário sobre Putin

Diretor americano Oliver Stone quer fazer documentário sobre Putin

Na Rússia para completar filme sobre Edward Snowden, cineasta disse que tem vontade de entrevistar líder russo para novo projeto

O Estado de S. Paulo

06 Novembro 2014 | 15h57


MOSCOU - O cineasta americano Oliver Stone, que prepara um filme sobre o fugitivo Edward Snowden refugiado na Rússia, anunciou nesta quinta-feira sua intenção de realizar um documentário sobre o presidente russo Vladimir Putin e de entrevistá-lo.

"Eu gostaria de fazer um filme documentário sobre ele", afirmou o diretor, vencedor de três prêmios Oscar por seus filmes, à agência de notícias russa Ria Novosti.

"Nós não podemos falar de ficção sobre Putin, mas gostaria de entrevistá-lo para mostrar a visão que os americanos não querem ouvir", disse o cineasta que conheceu Putin terça-feira à noite em um teatro de Moscou.

Oliver Stone não revelou se o chefe do Kremlin concordou com a entrevista.

"Estamos cientes do desejo de Stone de fazer um filme" sobre o presidente russo, indicou sem mais detalhes o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, citado pela RIA Novosti.

Politicamente engajado, Stone apoiou publicamente o fundador do WikiLeaks, Julian Assange, o ex-presidente venezuelano Hugo Chávez e o líder cubano Fidel Castro.

No final de setembro, defendeu Vladimir Putin por "não abandonar a Crimeia", península ucraniana anexada à Rússia em março por Moscou. Ele também considerou que a crise na Ucrânia é resultado da estratégia da Otan, que procura se aproximar das fronteiras russas ignorando as garantias dadas por Washington ao ex-líder soviético Mikhail Gorbachev pouco antes do fim da URSS em 1991.

O cineasta, que acaba de completar uma série de documentários em dez episódio intitulado "Os Estados Unidos, a história nunca contada" sobre os eventos mais sombrios da história americana, co-produz um documentário com ucranianos, "A Ucrânia em chamas", para o qual também deseja entrevistar Vladimir Putin.

Seu próximo filme é dedicado a Edward Snowden, ex-consultor da Agência americana de Segurança NSA, refugiado na Rússia, que pode pegar até 30 anos de prisão nos Estados Unidos por espionagem.

O papel de Edward Snowden será do ator americano Joseph Gordon-Levitt, segundo Stone. / AFP

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.