Diretor da BBC irá ao OM pedir libertação de jornalista

O diretor-geral da British Broadcasting Corporation (BBC), Mark Thompson, viajará ao Oriente Médio para pedir a libertação de um jornalista da emissora seqüestrado em Gaza. Alan Johnston, desaparecido há um mês, foi capturado dentro de seu carro e está há mais tempo nas mãos dos seqüestradores do que qualquer outro jornalista estrangeiro em Gaza. Nenhum grupo reivindicou a autoria do seqüestro nem divulgou notícias sobre Johnston, apesar de promessas do governo de unidade palestino de encontrá-lo. Um porta-voz da BBC não deu mais detalhes sobre a viagem de Thompson, mas disse que a corporação também havia juntado forças com o serviço em inglês da rede Al Jazeera, com a Sky News e com a CNN para transmitir um programa como parte de uma ação para aumentar a conscientização sobre o caso. O programa será transmitido na BBC World, BBC News 24, Al Jazeera English e na Sky News e terá reportagens ao vivo das emissoras, tentando mostrar o dia a dia em Gaza e as ameaças que os jornalistas enfrentam no mundo. "Não achamos que isso já tenha acontecido antes", disse Richard Porter, chefe de notícias da BBC World, em um comunicado. "Todas as transmissoras envolvidas dividem um foco comum para iluminar o caso de Alan e lembrar os espectadores dos perigos que os repórteres enfrentam mais freqüentemente do que nunca". Jornalistas palestinos realizaram uma greve de três dias para forçar o governo a tomar mais providências para garantir a libertação de Johnston.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.