Diretor da CIA diz que Iraque teve contatos com a Al-Qaeda

Funcionários do governo iraquiano mantiveram contatos com membros da organização terrorista Al-Qaeda, o que sugere a possibilidade de uma cooperação tática entre eles para atacar interesses dos EUA e da família real saudita, declarou hoje, ante a comissão de Serviços Armados do Senado americano, o diretor da CIA, George Tenet. O comentário marca uma importante mudança na posição da agência de inteligência dos EUA, que inicialmente havia descartado a hipótese de uma conexão entre Bagdá e o grupo liderado por Osama bin Laden. "Bagdá tem um longo histórico de apoio ao terrorismo e teve contatos com a Al-Qaeda", disse Tenet. "Seus vínculos podem estar limitados por suas ideologias divergentes, mas a aversão das duas partes aos EUA e à família real saudita sugere que uma coordenação tática é possível."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.