Diretor de segurança nuclear dos EUA renuncia após falhas

O secretário de Energia dos EUA, Samuel Bodman, informou nesta quinta-feira que o diretor do programa de segurança nuclear do país, Linton Brooks, renunciou ao cargo e deve abandoná-lo, após uma série de falhas apontadas durante sua gestão.De acordo com o Departamento de Energia, Brooks, que comanda a Administração Nacional de Segurança Nuclear (NNSA) desde maio de 2003, deve deixar o cargo dentro de duas ou três semanas.Bodman disse que, durante a gestão de Brooks, a NNSA não conseguiu corrigir algumas falhas de segurança. "Eu decidi que é hora de trocar o comando da NNSA", disse o secretário."Essa não seria a solução ideal, na minha opinião", teria dito Brooks, em discurso a funcionários da NNSA. "No entanto, eu aceito a decisão".Em junho do ano passado, Brooks foi advertido por não ter informado a Bodman que alguns hackers tinham conseguido invadir a rede de computadores da NSSA em Albuquerque, no Novo México. Na ocasião, os invasores conseguiram obter as informações pessoais de cerca de 1.500 funcionários.Alguns meses depois, documentos sobre energia nuclear considerados sigilosos foram encontrados pela polícia na casa de um ex-funcionário do Laboratório Nacional de Los Álamos, também no Novo México.Esse incidente foi classificado como grave, pois pouco tempo antes, dezenas de milhões de dólares tinham sido investidos na melhoria do sistema de segurança desse mesmo laboratório.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.