Diretor dos EUA critica vazamento de informações

O diretor de inteligência dos EUA, James Clapper, está tentando esclarecer o caso em que documentos revelaram informações sobre dois programas secretos de coleta de dados.

AE, Agência Estado

07 de junho de 2013 | 00h26

James Clapper disse que a revelação de um programa de vigilância da internet é "repreensível" e o vazamento de um documento sobre o programa de registros telefônicos pode causar danos duradouros e irreversíveis para a capacidade do país de responder a ameaças.

Segundo o diretor, as notícias sobre os programas continham imprecisões e omitiram informações importantes. Clapper desclassificou alguns detalhes sobre o programa de registros telefônicos, porque ele alega que os norte-americanos devem saber os limites do programa.

Esses detalhes incluem que um tribunal especial analisa o programa a cada 90 dias. Clapper disse que o tribunal proíbe que o governo analise, de forma indiscriminada, os dados telefônicos. De acordo, com o diretor, as consultas só são permitidas quando os fatos sustentam uma suspeita razoável. Fonte: Associated Press.

Mais conteúdo sobre:
euavazamentoprogramasecreto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.