Denis Balibouse/Reuters
Denis Balibouse/Reuters

Diretor-geral da OMS entra em autoisolamento após ter contato com infectado pelo novo coronavírus

Quarentena de Tedros Adhanom coincide com o aumento de casos e hospitalizações na Suíça, onde é localizada a sede da OMS

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de novembro de 2020 | 07h10

GENEBRA - O diretor-geral da Organização Mundial da Saúde (OMS), Tedros Adhanom Ghebreyesus, entrou em quarentena após ter tido contato com uma pessoa infectada pelo novo coronavírus. O anúncio foi feito por ele em publicação feita no Twitter neste domingo, 1. "Estou bem e sem sintomas, mas, de acordo com os protocolos da OMS, farei autoisolamento pelos próximos dias e trabalharei de casa", disse ele.

Na série de publicações, o diretor-geral reforça que é importante que todos obedeçam aos direcionamentos das autoridades de saúde. "É assim que quebramos cadeias de transmissão da covid-19, controlamos o vírus e protegemos sistemas de saúde."

A OMS coordena a luta mundial contra a pandemia do coronavírus, não só no âmbito da prevenção do contágio e seu controle, mas também no dos esforços internacionais para encontrar um tratamento e uma vacina contra a covid-19. Até as primeiras horas desta segunda-feira, 2, o mundo registrava 46 milhões de casos positivos e mais de 1,1 milhão de mortes em decorrência da covid-19. 

Desde o início do ano, Adhanom esteve à frente dos esforços da OMS para guiar os países no controle da pandemia e participou de inúmeras reuniões de caráter científico e político, através de diversos encontros virtuais com ministros da Saúde de todo o mundo.

A quarentena preventiva de Adhanom coincide com o aumento de casos e hospitalizações na Suíça, com Genebra como uma das cidades mais afetadas - onde se localiza a sede da OMS e a residência do diretor-geral. Neste domingo, 1, o governo regional decretou semi-confinamento da população durante quatro semanas. A OMS, até o momento, não informou se Tedros fará um teste para a covid-19, nem qual é o grau de contato com a pessoa infectada./EFE

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.