Diretora do Serviço Secreto americano deixa cargo

A diretora do Serviço Secreto americano, Julia Pierson, pediu demissão nesta quarta-feira, depois de passar por intenções pressões devido a uma falha na segurança da Casa Branca, há duas semanas.

Estadão Conteúdo

01 de outubro de 2014 | 16h58

Julia entregou sua carta de demissão para o Secretário de Segurança Doméstica, Jeh Johnson, que a aceitou. Ela será substituída provisoriamente por Joseph Clancy, ex-chefe da seção do Serviço Secreto que protege o presidente.

Johnson também retirou o controle da investigação da invasão na Casa Branca em 19 de setembro do Serviço Secreto e o colocou nas mãos de seu substituto, Alejandro Mayorkas. Ele afirmou que o processo deve estar concluído no fim do mês.

De acordo com o novo diretor do Serviço Secreto, ele estava elaborando um relatório amplo para um comitê de especialistas independentes analisarem a falha e "outras questões relacionadas ao Serviço Secreto". O comitê deve avaliar os componentes de segurança da Casa Branca e potenciais novos diretores do Serviço Secreto e submeter os resultados até 15 de dezembro. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
EUAserviço secretoCasa Branca

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.