Dirigente de partido de oposição a Saddam é assassinado

Homens armados mataram Ali al-Khalisi, chefe do escritório regional da província de Diyla do Conselho Supremo para a Revolução Islâmica, um dos principais partidos xiitas do Iraque. Al-Khalisi foi executado no povoado de Mahmoudiya, 40 km ao sul de Bagdá, onde visitava parentes. Ele chegou a ser hospitalizado, mas não resistiu aos ferimentos.A polícia local culpou seguidores de Saddam Hussein pelo assassinato. Al-Khalisi também encabeçou a milícia do partido em Diyala, conhecida como Brigada de Badr, que se opunha a Saddam. Liderado pelo ex-membro do Conselho de Governo do Iraque Abdel Aziz al-Hakim, o partido mantém vínculos com o Irã.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.