Dirigente palestino é morto em ataque aéreo israelense

Um ataque aéreo de Israel na Cisjordânia causou a morte de dois militantes palestinos, um deles um dirigente local, enquanto o governo de Jerusalém começava a construção da parte mais controversa da barreira que separará seu território de zonas palestinas, confiscando terras.Um helicóptero de Israel disparou um míssil na noite desta segunda-feira contra um automóvel no acampamento de refugiados de Balata, perto da cidade de Naplusa, matando Jalil Marshud, dirigente local das Brigadas de Mártires Al Aqsa, uma violenta facção do movimento Fatah do dirigente palestino Yasser Arafat.O exército informou que Marshud seria responsável por vários ataques contra israelenses. Outro militante palestino morreu e uma terceira pessoa ficou gravemente ferida no ataque.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.