Discurso sobre Estado da União tratará de economia

Segundo assessor, Obama, que prepara campanha para reeleição, também abordará hoje os valores americanos

GUSTAVO CHACRA , CORRESPONDENTE / NOVA YORK, O Estado de S.Paulo

24 de janeiro de 2012 | 03h04

O presidente dos EUA, Barack Obama, deve adotar um tom de campanha em seu discurso sobre o Estado da União, considerado o mais importante do ano, na noite de hoje. Os temas principais, segundo assessores, seriam a economia, considerada a prioridade dos eleitores, de acordo com pesquisas, e os "valores americanos".

Segundo o porta-voz, Jay Carney, Obama insistirá que seu objetivo é construir um país e uma economia onde se valoriza o trabalho duro. "O presidente deve indicar que não podemos aguardar outro ano para agir, esperando que as eleições resolvam nossas diferenças", afirmou.

Ainda segundo o porta-voz, o discurso não abordará os planos de reeleição do presidente. Questões internacionais, como o impasse nuclear iraniano e a operação que matou Osama bin Laden, também devem integrar o pronunciamento de Obama.

O discurso, que começará às 21 horas (meia-noite no horário de Brasília), será o último deste mandato de Obama, que em novembro tentará se reeleger presidente.

Com as primárias republicanas cada vez mais incertas, o presidente tem evitado entrar em choque com seus possíveis adversários, apesar das duras críticas que vem recebendo nos debates republicanos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.