Robyn Beck / AFP
Robyn Beck / AFP

Disney reabre hoje no epicentro da crise do coronavírus 

Flórida tem mais de 11 mil infecções por dia; retorno dos turistas obedecerá a protocolos de segurança

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de julho de 2020 | 03h30

ORLANDO - Depois de 116 dias fechada em razão da pandemia de coronavírus, a Walt Disney World reabre neste sábado, 11, em fases, primeiro nos parques Magic Kingdom e Animal Kingdom, depois no Epcot e Hollywood Studios, dia 15. O retorno dos turistas obedecerá a protocolos de segurança, com exigência de máscaras para todos, incluindo funcionários, e medidas de higienização nos vários resorts, de acordo com Bob Chapek, CEO da Disney.

“Fizemos todo o possível para abrirmos com responsabilidade, seguindo a orientação de órgãos de saúde nacionais e estaduais. Temos nossos próprios médicos, qualificados para criar um ambiente para fazer novos treinamentos, novos padrões de higiene e limpeza”, disse Chapel.

O maior desafio, porém, é como oferecer segurança aos visitantes no momento em que a Flórida, onde estão localizados os parques temáticos, se transforma lentamente no epicentro da pandemia nos EUA. Ontem, o Estado registrou 11.433 novos casos de coronavírus – o segundo dia consecutivo de recorde. 

A direção dos parques da Disney, em Orlando, garante que as atrações estarão disponíveis para um número limitado de visitantes. Nesta semana, cerca de 19 mil pessoas, incluindo funcionários, firmaram um abaixo-assinado pedindo à empresa que adie a reabertura. Na quinta-feira, no entanto, a médica responsável pelo parque disse que as medidas adotadas garantirão a segurança de todos. 

Na Califórnia, os parques da Disney continuam fechados, mas centenas de pessoas correram para o centro comercial que reabriu na quinta-feira. Cerca de 25 lojas e restaurantes no Downtown Disney, que fica ao lado dos parques em Anaheim, nos arredores de Los Angeles, retomaram as operações depois de mais de quatro meses. 

“Estou aqui desde as 23 horas” (de quarta-feira), disse uma mulher que entrou na fila antes da abertura. Os visitantes, muitos em trajes da Disney, eram obrigados a usar máscaras e a medir a temperatura. A reabertura do restante do parque, que estava prevista para a próxima sexta-feira, foi cancelada no mês passado e nenhuma nova data foi anunciada. / AFP 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.