Dispara número de obras iniciadas em colônias judaicas

O número de obras iniciadas por Israel em assentamentos judaicos na Cisjordânia ocupada disparou este ano, informou hoje a organização não-governamental (ONG) Paz Agora.

AE, Agência Estado

17 de outubro de 2013 | 15h18

Levantamento realizado pelo grupo indica um aumento de 70% nas obras iniciadas nos primeiros seis meses de 2013 em relação ao mesmo período do ano anterior. A denúncia vem à tona em um momento no qual israelenses e palestinos retomam as negociações de paz depois de anos de hiato.

A estimativa divulgada pelo grupo pacifista baseia-se em comparações de imagens aéreas e na contagem de todas as unidades habitacionais construídas em cada uma das colônias judaicas mantidas por Israel em áreas reivindicadas pelos palestinos.

Os palestinos consideram os assentamentos judaicos um obstáculo ao estabelecimento de um futuro Estado que inclua a Cisjordânia e Jerusalém Oriental, territórios capturados por Israel na Guerra dos Seis Dias, travada em 1967. Atualmente, mais de meio milhão de israelenses vivem em assentamentos judaicos na Cisjordânia ocupada. Fonte: Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.