Disparados projéteis contra base militar no Japão

Dois projéteis explodiram hoje à noite perto da ala oeste da base militar norte-americana de Yokota, em Fussa, a oeste de Tóquio. Não houve vítimas e a polícia suspeita tratar-se de um ataque guerrilheiro. A notícia não foi confirmada nem desmentida pelas Forças Armadas dos Estados Unidos.Fontes da polícia japonesa, citadas pela agência de notícias Kyodo, disseram ter encontrado numa região muito próxima à base dois aparatos supostamente utilizados para disparar os projéteis.A polícia crê que a responsabilidade do ataque seja de algum grupo guerrilheiro - como ocorreu há três anos contra a mesma base -, mas não atribuiu a autoria do atentado a nenhum grupo específico.Oficiais de polícia disseram ter recebido diversos telefonemas por volta das 23h locais. Testemunhas diziam que objetos brilhantes foram vistos caindo perto da base.A primeira explosão aparentemente ocorreu por volta das 22h10. A segunda foi ouvida cerca de 20 minutos depois, disse uma fonte.Yokota é uma das quatro bases militares mantidas pelos Estados Unidos no arquipélago japonês. Dali decolam anualmente centenas de aviões de combate, a maioria com destino a Okinawa, a zona de treinamento militar de maior movimento.Um porta-voz do Corpo de Bombeiros de Tóquio indicou que moradores de Fussa informaram ter escutado duas explosões.Uma mulher de 43 anos que mora na região disse ter ouvido dois estrondos consecutivos, e comentou que as explosões fizeram tremer as paredes de sua casa.O ataque foi promovido um dia depois de as autoridades japoneses terem noticiado a descoberta, no arredores de Tóquio, de outro aparato para disparar projéteis. Fontes policiais garantem que o artefato pertence à agência japonesa de defesa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.