Disparo de navio israelense fere duas pessoas em Gaza

O médico Moaiya Hassanain, funcionário do setor de saúde palestino, afirmou que um navio israelense disparou na costa de Cidade de Gaza, ferindo um homem e um menina que caminhavam pela rua em um campo de refugiados. Os militares israelenses disseram que os disparos foram realizados para deter uma embarcação de pesca palestina que ultrapassou o limite permitido.Outro projétil caiu 100 metros distante da costa, em uma área vazia, mas próxima de um centro de distribuição de ajuda da ONU. Os navios com armas de Israel disparam na costa de Gaza há dias, apesar do cessar-fogo de domingo, que encerrou a ofensiva israelense na área.Jornalistas - Israel informou que retirará as restrições para que repórteres possam entrar na Faixa de Gaza. O anúncio afirma que a passagem de Erez voltará a operar como antes da ofensiva, a partir da sexta-feira.A notícia é divulgada após uma batalha judicial entre a mídia e autoridades israelenses. Durante a ofensiva Israel proibiu o acesso à Faixa de Gaza, argumentando que a segurança dos jornalistas estaria em perigo. A Associação de Imprensa Estrangeira entrou na Justiça, afirmando que Israel restringia a liberdade da imprensa.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.