Disputa entre Ruanda e África do Sul se agrava

A África do Sul acusou diplomatas da Ruanda de organizarem "redes criminosas" envolvendo uma tentativa de assassinato de refugiados vivendo na África do Sul. A acusação ocorre após expulsão de diplomatas da Ruanda e um de Burundi no início do mês em razão de uma conexão dos diplomatas com ataques contra refugiados.

Agência Estado

15 de março de 2014 | 12h01

"Tem havido esforços sustentados e organizados para matar alguns dos refugiados vivendo na República", disse o Departamento de Relações Internacionais e Cooperação da África do Sul em declaração. "Está claro que esses incidentes tem uma clara conexão com tensões emanando na Ruanda", acrescentou.

O departamento afirmou que "alguns indivíduos" abusaram de seu status diplomático e estão criando "redes criminosas organizadas" que ameaçam a segurança nacional da África do Sul. O embaixador da Ruanda na África do Sul, Vincent Karega, nega que seu governo tenha alguma relação com os assassinatos. Fonte: Dow Jones Newswires.

Tudo o que sabemos sobre:
África do SulRuandadiplomacia

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.