Disputas entre cartéis de drogas matam 40 no México

Batalhas entre a violenta gangue Zetas e outros cartéis de drogas levaram à descoberta de mais de 40 corpos em um período de 24 horas no México, afirmou o porta-voz da segurança federal Alejandro Poire neste sábado.

CLARISSA MANGUEIRA, Agência Estado

09 de julho de 2011 | 19h00

Pelo menos 20 pessoas foram mortas e 5 ficaram feridas quando um homem abriu fogo contra os clientes e empregados de um bar, na cidade de Monterrey, no norte do México, onde a gangue Zetas está lutando contra seu antigo aliado, o Cartel do Golfo, disse Poire.

Segundo o porta-voz, 11 corpos de vítimas mortas por tiros de rifles de alta potência foram encontrados, ontem, empilhados perto de um poço de água nos arredores da Cidade do México, onde a Zetas está lutando contra os Cavaleiros Templários. A gangue é uma ramificação da quadrilha La Família que tem aterrorizado Michoacán, seu Estado natal.

Poire disse que outras 10 pessoas foram encontradas mortas hoje em várias partes do norte da cidade de Torreon, onde a Zetas está lutando contra o cartel de Sinaloa dirigido por Joaquín "El Chapo" Guzmán.

"A violência é um produto desta rivalidade criminal em torno da intenção de controlar atividades ilegais em uma comunidade, e não apenas os ganhos que vêm com isso, mas também o transporte de drogas para os Estados Unidos Estados", declarou Poire, numa entrevista coletiva. As informações são da Associated Press.

Tudo o que sabemos sobre:
drogastráficocartéismortesMéxico

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.