Dissidência do CNA cria novo partido

Dissidentes do Congresso Nacional Africano (CNA), partido governista na África do Sul, lançaram ontem em Bloemfontein uma nova legenda, o Congresso do Povo (Cope), cujo presidente é o ex-ministro da Defesa Mosiuoa Lekota. O lançamento do Cope foi feito na cidade que o CNA considera seu local de nascimento. A formação do partido representa a possibilidade de uma oposição mais forte ao governo. Partido de Nelson Mandela e Thabo Mbeki, o CNA simboliza a luta contra o apartheid e venceu todas as eleições desde 1994 com ampla maioria. Na última, em 2004, teve 70% dos votos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.