Dissidente chavista entra com processo contra presidente

Um dissidente do Partido Socialista Unido da Venezuela (PSUV) entrou com um recurso no Tribunal Superior de Justiça (TSJ) para declarar vaga a presidência do país. Eloy Tarazona, que rompeu com o presidente Hugo Chávez em razão de uma disputa política regional no Estado de Bolívar, considera que o líder bolivariano abandonou o cargo para se tratar de um câncer. Ele defende que o posto seja entregue ao presidente da Assembleia Nacional, Diosdado Cabello. O Parlamento autorizou as viagens de Chávez, mas o presidente não transferiu poderes para o vice Elías Jaua. / AP

O Estado de S.Paulo

10 Maio 2012 | 03h08

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.