Dissidente chinês cego está sob proteção dos EUA

Pequim, 28 - O grupo de direitos humanos ChinaAid afirmou que o ativista cego Chen Guangcheng, que escapou da prisão em uma área rural da China, está sob proteção de autoridades dos Estados Unidos em Pequim. Segundo o grupo, negociações estão ocorrendo entre os países sobre esse fato.

Agência Estado

28 de abril de 2012 | 13h40

Alguns ativistas disseram que Chen está na embaixada dos Estados Unidos, depois de escapar de uma prisão domiciliar de 18 meses na província de Shandong, nesta semana. Autoridades dos Estados Unidos e da China se recusaram a comentar o caso.

Cegado por uma febre na infância, Chen ficou preso durante quatro anos por expor abortos forçados e fertilizações no país. Desde sua libertação, em setembro de 2010, autoridades o confinaram em casa, apesar da falta de fundamentos legais para fazê-lo.

Na tarde de sexta-feira (horário local), o ativista Bo Fu, da ChinaAid, disse que Chen Chen se encontrava "num local 100% seguro". "Agora estou livre. Mas minhas preocupações não acabaram", disse Chen em um vídeo gravado esta semana por ativistas e parcialmente reproduzido no YouTube. "Minha fuga pode dar início a uma violenta vingança contra minha família."

Chen é muito admirado entre ativistas que, liderados pelo blogger He Peironge, fizeram no ano passado uma campanha para divulgar seu caso e encorajar os chineses a ajudarem a retirá-lo do vilarejo de Dongshigu. Até mesmo o ator hollywoodiano Christian Bale tentou visitá-lo mas, como muitos outros, foi impedido pela segurança local. As informações são da Associated Press. (Equipe AE)

Tudo o que sabemos sobre:
chinaativista

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.