Dissidente é indiciado por escrever poema

As autoridades chinesas indiciaram ontem por subversão o dissidente Zhu Yufu. O escritor, de 58 anos, escreveu um poema no qual convocava os chineses a defender suas liberdades individuais. Segundo seu advogado, Li Dunyong, a data do julgamento ainda não foi marcada. O texto que rendeu a condenação foi escrito durante a Primavera Árabe, a uma onda de protestos pró-democracia no Oriente Médio e no Norte da África. Na China, um pequeno número de dissidentes defendeu um levante similar, reprimido prontamente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.