Distância de Ségolène para Sarkozy diminui, mostra pesquisa

A candidata socialista à Presidência francesa, Ségolène Royal, diminuiu a distância em relação a seu rival conservador, Nicolas Sarkozy, que continua liderando as pesquisas, a oito dias do segundo turno das eleições presidenciais francesas.Sarkozy venceria com 52,5% dos votos, uma queda de 1,5 ponto em cinco dias, enquanto Ségolène Royal recupera posições, somando 47,5% das intenções, segundo uma pesquisa do instituto Ifop, que será publicada na edição de domingo do Journal du Dimanche.Dentre os entrevistados, 22% dizem que ainda não definiram seus votos, segundo a pesquisa, que prevê uma participação de 81% do eleitorado, contra os 83,77% registrados no primeiro turno, realizado no último domingo.Ségolène realizou nesta sábado, 28, um debate com o ex-candidato centrista François Bayrou, que ficou na terceira posição no último domingo, quando alcançou pouco mais de 18% dos votos, o que representa o apoio de mais de sete milhões de cidadãos.EstimativasSegundo algumas pesquisas, 53% dos cidadãos que apoiaram Bayrou votarão em Royal no segundo turno, enquanto os 47% restantes apostarão em Sarkozy. Considerando que todos os votos de esquerda não chegaram a 37% no primeiro turno, Royal precisa conquistar o maior número possível de votos centristas.De acordo com o Ifop, 89% dos que votaram nos quatro candidatos da extrema esquerda, e 99% dos que apoiaram a comunista Marie-George Buffet, vão votar em Royal no dia 6 de maio.No entanto, Sarkozy receberia 77% dos votos dados ao ultradireitista Jean-Marie Le Pen, que ficou em quarto lugar no primeiro turno, com 10,4% dos votos, e deve anunciar em 1º de maio a posição que adotará para o segundo.De todos os questionados, 74% acreditam que Sarkozy será eleito presidente, contra 18% que apostam em Royal.Personalidades do Partido Socialista (PS), incluindo o líder e companheiro de Royal, François Hollande, se mostraram convencidos de que a candidata socialista ganhou pontos com o debate com Bayrou.O ex-presidente da Comissão Européia Jacques Delors usou o Journal du Dimanche para convocar os eleitores de Bayrou a votarem em Royal."É preciso comprometer-se já", afirma o socialista Delrs, que desmente as dúvidas sobre a competência de Royal e afirma que a candidata está alinhada à sua filosofia de uma "economia de mercado regulada à francesa".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.