Distúrbios se espalham pelo Haiti

Centenas de pessoas saquearam contâineres de navios, levando aparelhos de tevê e sacos de farinha um dia depois que opositores armados do governo expulsaram a polícia desta cidade no oeste do Haiti, ampliando uma revolta contra o presidente Jean-Bertrand Aristide.A polícia, enquanto isso, também se retirou da cidade maior de Gonaives, noroeste do Haiti, depois de não ter conseguido derrotar rebeldes em combates de rua que deixaram pelo menos nove mortos no sábado. Pelo menos duas pessoas foram mortas no sábado em St. Marc depois que homens armados capturaram e incendiaram a delegacia de polícia, assim como um tribunal vizinho.Em Gonaives, os rebeldes da autodenominada Frente de Resistência Revolucionária da Artibonita (FRRA) isolaram a cidade e cortaram suas comunicações. Aristide - que em 1991 foi deposto por um golpe militar e reconduzido ao poder em 1994, após a intervenção militar dos EUA - voltou à presidência do Haiti em 2001, mas é acusado de ser conivente com a corrupção endêmica do país, um dos mais pobres do planeta.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.