Ditador norte-coreano reaparece para ano novo lunar

Kim Jong-il assistiu à apresentação de um coro; data que aconteceu o evento não foi informada

Efe,

27 de janeiro de 2009 | 02h50

O chefe de Estado norte-coreano, Kim Jong-il, reapareceu em público para as celebrações do ano novo lunar, informou nesta terça-feira, 27, a agência de notícias local "KCNA", citada pela sul-coreana "Yonhap". Kim assistiu à apresentação de um coro, que representou a "fé inalterável e a vontade do Exército e do povo a favor da causa revolucionária", de acordo com a agência norte-coreana. A "KCNA" não informou, como é habitual, a data em que aconteceu o evento, apesar de ter sido na última segunda-feira as celebrações do ano novo lunar. Os rumores sobre a saúde de Kim, de 66 anos, são constantes desde agosto devido a sua ausência da cena pública. Na sexta-feira passada, o ditador reapareceu em virtude da visita de Wang Jiarui, dirigente do Departamento Internacional do Partido Comunista da China. As especulações em torno de sua saúde cresceram em setembro quando Kim não foi ao desfile militar por ocasião do 60º aniversário da fundação do país comunista. A Inteligência dos Estados Unidos e da Coreia do Sul acreditam que o líder comunista sofreu em agosto passado um derrame cerebral do qual já estaria recuperado.

Tudo o que sabemos sobre:
Kim Jong-ilCoreia do Norte

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.