DJ corrige: Ministro da Defesa da Coreia do Sul renuncia

A nota enviada anteriormente contém uma incorreção. O ministro da Defesa havia sido nomeado em setembro de 2009, e não em fevereiro de 2008, como informado antes. Segue o texto corrigido:

AE, Agência Estado

25 de novembro de 2010 | 10h13

O ministro da Defesa da Coreia do Sul, Kim Tae-young, renunciou a seu posto hoje, informou o governo. O presidente Lee Myung-bak aceitou a demissão. A renúncia de Kim ocorre dois dias após a Coreia do Norte realizar um ataque a uma ilha sul-coreana, que deixou dois militares e dois civis mortos. Parte da oposição sul-coreana criticou a resposta de Seul à crise, esperando uma posição mais firme.

Kim havia sido nomeado ministro da Defesa em setembro de 2009. Hoje, o ministro chegou a visitar a ilha atacada, e o presidente sul-coreano prometeu reforçar as tropas na área. As informações são da Dow Jones e da Associated Press.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.