Documentário questionará capacidade de príncipe Charles

O príncipe Charles será tema de um programa em um canal de televisão britânico que questionará suas capacidades como futuro rei e o criticará por interferir em assuntos de Estado, segundo a edição deste domingo, 4, do jornal The Sunday Telegraph.O documentário que será transmitido em breve pelo Channel 4 acusará o herdeiro da Coroa de ser "muito político" e de se intrometer em determinados assuntos.Intitulado "Charles: O príncipe intrometido", o programa também o criticará por usar mecanismos financeiros "questionáveis" na administração do ducado da Cornualha, região do sudeste inglês que lhe proporciona a renda necessária para cumprir seus compromissos como herdeiro da Coroa.Segundo o Sunday Telegraph, os porta-vozes da Clarence House, residência oficial de Charles, estão "furiosos" com as afirmações contidas no programa e preparam uma resposta contundente.Os porta-vozes negarão qualquer participação do príncipe em assuntos políticos e argumentarão que, como príncipe de Gales, Charles tenta ter uma atitude "relevante" em seus discursos públicos.No entanto, o documentário - resultado de uma pesquisa de seis meses - afirma ter descoberto "pressões secretas e interferências", além de questionarem a capacidade de as finanças do príncipe poderem arcar com seu estilo de vida "extravagante", segundo o jornal."Charles: O príncipe intrometido" comparará o trabalho do herdeiro da coroa com o de sua mãe, a rainha Elizabeth II."Enquanto a rainha sempre manteve seu trabalho constitucional e foi reservada em suas opiniões, seu filho se mostrou uma pessoa direta e controvertida", afirmará o programa, segundo o jornal.Fontes ligadas à realeza afirmam que o príncipe sempre deixou claro que agirá de modo diferente quando for rei, já que seu trabalho como príncipe de Gales permite que tenha um pouco de liberdade para expressar suas opiniões, acrescenta o Sunday Telegraph.O herdeiro da Coroa falou sobre vários assuntos, como mudanças climáticas, cultivos biológicos, educação, medicina alternativa e arquitetura moderna.Um porta-voz do Channel 4 disse ao jornal que "o príncipe Charles será futuramente coroado rei da Inglaterra, posição que, por convenção constitucional, é politicamente neutra".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.