Documentos podem adiar morte de terrorista dos EUA

O FBI (polícia federal norte-americana) entregou nesta quinta-feira milhares de documentos sobre o atentado de Oklahoma City aos advogados de Timothy McVeigh, condenado pelo crime. Um advogado disse que o material poderia justificar a suspensão da pena de morte ditada a McVeigh. "Estamos considerando todas as nossas opções", disse o advogado de McVeigh, Nathan Chambers, depois de os documentos utilizados no julgamento do co-acusado de McVeigh, Terry Nichols terem sido levados a seu escritório em Denver.O FBI informou a um juiz que, por um erro, ocultou dos advogados de McVeigh a existência das caixas com provas durante o processo, disse um fonte policial. O erro foi descoberto quando o FBI começou a compilar os documentos para colocá-los no arquivo, disse a fonte sob condição de anonimato.O anúncio ocorre apenas seis dias antes da data na qual McVeigh deverá ser executado na penitenciária federal de Terre Haute, em Indiana. Os documentos podem ajudar na busca de uma base legal para que os magistrados peçam o adiamento imediato da sentença e a realização de um novo julgamento.McVeigh foi condenado à morte pela explosão do edifício federal Alfred Murrah, em 19 de abril de 1995, em Oklahoma City. A explosão deixou 168 mortos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.