Documentos revelam transações de Estrada

O Senado das Filipinas abriu hoje um envelope lacrado contendo revelações sobre transações bancárias que deflagraram uma revolta popular no país, levando à renúncia do presidente Joseph Estrada. Dois senadores leram os documentos - os mesmos que o Congresso decidiu em votação não abrir no mês passado - diante das câmeras de televisão e descreveram transações multimilionárias, entre elas quatro saques totalizando US$ 9,6 milhões em nome de "José Velarde", nome fictício usado por Estrada. Os documentos mostram crédito total de US$ 66 milhões.Os documentos seguirão para a Ouvidoria do Governo, que está investigando Estrada por suposto desvio de dinheiro público e por perjúrio, suborno e corrupção. Estrada, que declarou bens de apenas 700 mil dólares em 1999, quando foi eleito para a presidência, negou todas as acusações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.