Doença misteriosa tira presidente do Suriname do cargo

O novo presidente do Suriname e ex-ditador do país, Desi Bouterse, sofre uma doença misteriosa e passou o cargo temporariamente ao vice-presidente, Robert Ameerali. Hoje, Ameerali anunciou no parlamento que ele assumiu a presidência e ocupará o cargo até 2 de setembro. Bouterse foi para casa, onde ficará sob repouso.

AE-AP, Agência Estado

26 de agosto de 2010 | 21h02

O vice-presidente não quis dar detalhes sobre a doença de Bouterse, dizendo apenas que o mandatário "está bem e ninguém precisa se preocupar". Bouterse governou o Suriname durante boa parte das décadas de 1980 e 1990 como ditador, foi condenado à revelia na Holanda por tráfico de drogas e é acusado pelas matanças de opositores no Forte Zelândia, quando governava o Suriname. Ele foi eleito presidente no mês passado pelo Parlamento do Suriname.

Tudo o que sabemos sobre:
Surinamepresidentedoençaafastamento

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.