Dois acusados por atentado são condenados à morte no Paquistão

Um tribunal especial antiterrorista sentenciou à morte nesta segunda-feira dois militantes islâmicos após ambos serem considerados culpados por organizar um ataque com um veículo carregado de explosivos que matou 11 engenheiros franceses no ano passado, disse o promotor Maula Bakkhsh Bhatti. A sentença contra Asif Zaheer e Bashir Ahmed, dois membros do proscrito grupo militante islâmico Harakat-ul Mujahedeen al Almi, foi divulgada em uma prisão de segurança máxima de Karachi. O ataque foi executado por um comando suicida.O processo contra os acusados começou em abril de 2003 e se realizou dentro da prisão de Karachi por razões de segurança.Os dois homens condenados à morte por terrorismo também foram considerados culpados por conspirar para matar estrangeiros e por isto condenados à prisão perpétua.O atentado em 8 de maio de 2002 em frente ao hotel Sheraton de Karachi também causou a morte de transeuntes e dos dois atacantes suicidas. Um terceiro homem procurado por ter vínculos com esse atentado continua foragido. O tribunal declarou Rizwan Ullah culpado à revelia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.