Dois alemães a serviço no Iraque estão desaparecidos

Dois funcionários da embaixada alemã em Bagdá estão desaparecidos há alguns dias, revelou hoje uma assessora do Ministério das Relações Exteriores, em Berlim. De acordo com ela, que não quis se identificar, os funcionários trabalham na segurança da embaixada. Segundo a TV alemã, os dois alemães têm 25 e 38 anos e faziam uma viagem de rotina entre Amã, na Jordânia, e a capital do Iraque. A assessora diz que "não há evidências de seqüestro", mas sua falta é notada no momento em que os rebeldes iraquianos debelam uma onda de seqüestros de estrangeiros no país.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.