Dois americanos e um polonês morrem no Iraque

Durante conflitos na região oeste de Bagdá, dois soldados norte-americanos foram mortos, informou o exército nesta quinta-feira. Os militares eram fuzileiros navais e morreram em ações separadas, realizadas na quarta-feira, na província de Anbar. Com as duas baixas, o números de oficiais dos Estados Unidos mortos na guerra contra o Iraque chega a pelo menos 908. Em uma patrulha de rotina em uma estrada de Hillah, um soldado polonês foi morto e outros seis ficaram feridos, informou o Ministério da Defesa da Polônia. O ataque foi feito por uma bomba detonada por controle remoto, lançando projéteis contra os militares. A explosão aconteceu por volta das 7h30 desta quinta. O país enviou soldados ao Iraque para auxiliar os EUA, que hoje comandam 6.200 grupos militares de 16 países, incluindo as 2.400 tropas norte-americanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.