Dois aviões afegãos são desviados por temor de bomba

Dois aviões afegãos, com peregrinos muçulmanos a bordo, foram desviados nesta terça-feira de seu destino original para a base militar de Al-Minhad, nos Emirados Árabes Unidos, devido a temores de bomba em uma das aeronaves, informaram um gerente da companhia aérea e a Embaixada do Afeganistão.Em Cabul, o presidente da Ariana Airlines, Khalil Ahmad Najimyar, disse que um avião da companhia aterrissara na base após um seqüestro. Porém, um outro funcionário da empresa informou, mais tarde, que a informação referente ao seqüestro estava errada.Os dois Boeings 727, operados pela Ariana Airlines, partiram da cidade afegã de Herat com destino a Jiddah, na Arábia Saudita. Durante o trajeto, receberam ordem para pousar, devido à suspeita de que havia uma bomba a bordo de uma das aeronaves, disse Rasheddin Mohammadi, embaixador interino do Afeganistão nos Emirados Árabes Unidos.Os dois aviões pousaram em segurança na base militar de Al-Minhad, informaram Mohammadi e Haji Daoud, gerente da companhia aérea em Dubai.De acordo com eles, os aviões e seus passageiros foram revistados, mas nada anormal foi encontrado. Uma aeronave levava 150 passageiros; a outra, 135.Mohammadi comentou que as preocupações com a segurança dos vôos no Afeganistão foram altas durante todo o dia, já que Ahmed Zaher Shah, filho mais velho do rei deposto do Afeganistão, e Abdul Haidar, um diplomata ligado à chancelaria afegã, estavam em outro vôo que partiu hoje de Cabul e aterrissou sem problemas em Dubai.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.