Dois caças, um grego e um turco, se chocam sobre Mar Egeu

O Estado-Maior turco informou nesta terça-feira que o choque entre dois aviões de combate, um grego e um turco, sobre as águas do Mar Egeu aconteceu quando o primeiro impedia o segundo de penetrar no espaço aéreo que a Grécia considera seu.O piloto turco, o tenente Halil Ibrahim Ozdemir, conseguiu saltar do avião a tempo e se encontra a salvo, segundo o exército da Turquia.Grécia e Turquia disputam esta aérea do Egeu, onde quase diariamente há manobras aéreas de ambos os países. O acidente desta terça, no entanto, é um dos mais graves na região em muitos anos.Na Grécia, confirmou-se que o acidente ocorreu perto da ilha grega de Karpathos, ao sul de Rodas (sudeste do Egeu), e que envolveu dois caças F-16.O canal de televisão turco NTV disse que o F-16 tinha partido da base aérea de Dalaman, no sudoeste da Turquia.Após o incidente, a Força Aérea turca, que colabora com a grega, enviou vários helicópteros de resgate, assim como vários navios, na busca dos pilotos.Os chefes do Estado-Maior de ambos os exércitos entraram em contato para estudar o caso, segundo revelou o ministro da Defesa turco, Vecdi Gonul.A delimitação do espaço aéreo grego e de suas águas territoriais constitui uns dos contenciosos polêmicos de Atenas com Ancara e levou estes dois países, ambos membros da Otan, à beira da guerra em várias ocasiões, a última em 1996.A Turquia reivindica dez milhas de espaço aéreo a partir de sua costa no oeste, enquanto a Grécia só reconhece seis milhas aéreas turcas. Cada vez que um caça turco ultrapassa estas seis milhas, os gregos enviam seus aviões para fazê-lo recuar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.