Dois carteiros morrem com a onda de calor na Alemanha

O serviço estatal de Correios alemão atribuiu nesta quinta-feira à onda de calor as mortes de dois carteiros que faleceram durante a jornada de trabalho, nas primeiras mortes na Alemanha devido ao calor. Um carteiro de 51 anos morreu na terça-feira na cidade de Mannheim, no sul do país, e outro de pouco mais de 40 anos na última sexta-feira em Gelsenkirchen, disse a porta-voz dos Correios, Monika Siebert. Ela não deu maiores detalhes, mas disse que a probabilidade de as mortes terem sido causadas pelo calor era ?muito alta?. O carteiro de Mannheim estava participando do primeiro dia de um projeto piloto para acelerar a entrega de correpondência que ocuparia integralmente o seu dia, em vez de ele passar parte da jornada separando correspondência. Veja galeria de fotos

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.