Dois civis ocidentais são mortos no Iraque

Uma porta-voz da Halliburton Co. informou que um civil que trabalhava para uma subsidiária da empresa foi morto no Iraque, a segunda pessoa ligada à companhia norte-americana morta em ataque em um mês. Ele foi atingido em Bagdá enquanto dirigia um veículo que estava sob escolta militar, segundo ela. Um especialista em bombas britânico também foi morto no país, e seu guarda-costas ficou seriamente ferido quando o veículo em que estavam foi atacado por um homem armado, no norte do Iraque. A morte foi confirmada pelo Departamento de Relações Exteriores britânico, que acrescentou que Ian Rimell, de 53 anos, foi o segundo civil britânico que morreu no Iraque desde o final da guerra. O outro foi o jornalista Richard Wild, de 24 anos, que foi atingido por um homem armado não identificado, em julho.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.